Resenhas

Resenha: Orgulho e Preconceito- Jane Austen

Oi gente, a resenha de hoje é sobre um dos melhores livros que já li ou talvez seja até o melhor, ocupando um lugar especial no meu coração e na minha estante, acredito que foi um dos primeiros clássicos britânicos que li e simplesmente apaixonei.

Mas pra quem não conhece Pride and Prejudice ou melhor Orgulho e Preconceito foi escrito pela romancista Jane Austen, sendo considerado um clássico da literatura britânica já foi traduzido para diversas línguas e adaptado várias vezes para o cinema e tv.

No livro somos apresentados a nossa heroína Elizabeth Bennet sendo a segunda de 5 filhas de um proprietário rural na cidade fictícia de Meryton, em Hertfordshire, não muito longe de Londres. Lizzie uma jovem bem a frete de seu tempo demostra no decorrer das páginas opiniões fortes sobre os problemas relacionados à educação, cultura, moral e casamento na sociedade aristocrática.

Contudo a vida de Elizabeth e de suas irmãs começam a agitar-se com a chegada de Mr. Bingley, um jovem cavalheiro que aluga uma propriedade no campo chamada Netherfield, perto dos Bennet, ele chega à cidade acompanhado de sua irmã, Caroline Bingley, e de seu melhor amigo, Mr. Darcy, enquanto Bingley é bem recebido pela comunidade, Darcy mantém uma postura mais distante e desconfiada com relação às pessoas do campo.

O jovem Bingley logo apaixona-se por Jane a irmã mais velha de Elizabeth, mas a respeito das interferências inadequadas e embaraçosas da família Bennet e da oposição da irmã de Bingley que considera Jane socialmente inferior, o romance começa a sofrer diversos questionamentos e dificuldades.

Enquanto isso, Elizabeth é “ferida” pela rejeição de Darcy durante uma dança local, e decide rebater a indiferença dele com sua perspicácia e espiritualidade. Lizzie e Darcy ambos com temperamento e opiniões fortes acabam entrando numa series de informações mal compreendidas o que faz com que se odeiem logo de início.

Mas com diversos encontros não premeditados e acontecimentos esclarecedores, Elizabeth e Darcy percebem-se apaixonados mas ambos orgulhosos demais para admitir ou aceitar.

Genteee, o que tenho para dizer é que o que eu acabei de escrever não nem um terço do que esse livro proporciona, porque Elizabeth e Darcy são muito mais que apenas um simples romance de época, existe questões éticas e morais por trais de toda a história do casal.

Darcy sendo um aristocrata bonito, alto e inteligente… Mas socialmente reservado, seu decoro e retidão morais são vistos por muitos como um excessivo orgulho devido ao seu status social, o que o faz ficar temeroso tanto aos seus sentimentos como ao romance do seu melhor amigo Bingley com Jane, pois a família Bennet é praticamente uma bagunça e a senhora Bennet simplesmente oferece as filhas para os homens de melhor condição.

Um dos temas mais persistentes dos trabalhos de Austen é a importância do ambiente e do crescimento do caráter e moralidade no desenvolvimento dos jovens, a situação social e riqueza não são necessariamente vantagens no mundo descrito por ela, o que talvez seja uma crítica a sociedade da época.

Sendo um livro que foi muito adaptado vou deixar o trailer de um das adaptações para vocês começarem a entrarem no clima Austen. Gente eu mais que recomendo esse livro, é sério Leiam é perfeito… Espero que tenham gostado, comentem o que acham desse clássico da literatura. Bjussss

Trailer do Filme Orgulho e Preconceito:

Anúncios

20 pensamentos sobre “Resenha: Orgulho e Preconceito- Jane Austen

  1. A história de Elizabeth e Darcy é liiinda ❤ Já li o livro e assisti o filme, mas eu me apaixonei mesmo pela minissérie da BBC (é bem mais detalhada que o filme). Se quiser, e tiver um tempinho, dá uma olhada depois! 😉

    Curtido por 1 pessoa

  2. Jane Austen é demais. Li o livro e gostei do filme também. Na semana passada comprei em uma feirinha dessas de shopping, o livro “Jane Austen – Uma vida revelada”. Custou só R$10,00 e foi uma ótima surpresa! Na internet, está em torno de 30… mas se você gostou do que leu, vai gostar dessa biografia um tanto diferente e mto bem escrita. Pretendo escrever sobre ele no meu blog em breve. Bjs!

    Curtir

  3. Olá, Jessy! Já li o livro e vi o filme. Jane Austen é viciante. Achei muito boa a adaptação que vi. Identifico-me demais com Mr. Darcy. A introspecção encarnada entre outras coisas… Resenha muito legal. Abraço grande!

    Curtir

  4. O amor é decisão. Embora quando alguém te trai, você não deve pensar que é por você ser insignificante. É um erro digno de divórcio.
    E, se, depois de trair ele(a) quiser uma nova chance, você decide. É uma decisão polêmica, mas quando for sincero o amor renasce, pois houve amor em perdoar, e a cada dia ele(a) provará se te ama mesmo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s